jusbrasil.com.br
30 de Maio de 2020
    Adicione tópicos

    Prorrogada prisão provisória de investigados na Operação Curto Circuito

    Atendendo pedido do Ministério Público de Goiás (MP-GO), o juiz da 8ª Vara Criminal de Goiânia determinou a prorrogação por mais cinco dias da prisão temporária de cinco dos seis presos na Operação Curto Circuito, deflagrada no último dia 25. Outro pedido deferido pelo Judiciário foi o bloqueio de bens móveis e imóveis das empresas, bem como dos investigados, incluídas três fazendas, gado, e contas bancárias de todos, além de R$ 90 mil apreendidos no dia da operação. De acordo com os promotores responsáveis pela investigação, a extensão da prisão temporária foi solicitada para que se continue a ouvir as testemunhas sem a interferência dos suspeitos, bem como para evitar a destruição de provas.

    O bloqueio de bens foi solicitado pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MP-GO porque teria ficado evidente a formação de quadrilha voltada para a prática dos crimes de fraude em licitação e falsificação de documento para contratação direta com prefeituras. Elementos da investigação indicam que crimes tributários e de lavagem de dinheiro também podem estar sendo praticados pelos investigados. (Texto: Ricardo Santana Assessoria de Comunicação Social do MP-GO)

    Clique aqui e saiba mais sobre a Operação Curto Circuito

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)